Numa pele normal, a rede de malhas cerradas de fibra de colágeno e elastina formam o suporte para uma pele jovem e viçosa. As estrias ocorrem quando as fibras de elastina se distendem e afrouxam sob o efeito de fatores hormonais e mecânicos, provocando o deslocamento das fibras de colágeno.

No primeiro estágio, as fibras de colágeno e de elastina rompem-se provocando o nascimento de estrias, sulco avermelhado, que vem a ser uma reação inflamatória da pele.

Quando o processo não é interrompido a tempo, a estria vai assumindo a típica cor nacarada. A depressão que se segue indica que a epiderme atrofiou.

Quando tratamos as estrias de nossas pacientes, nós verificamos o aspecto e fase em que elas se encontram. Caso já se encontrem atrofiadas e brancas, fazemos o processo inverso, trazendo sangue novo para a região foco e promovendo um novo processo de inflamação local usando a VACUOTERAPIA. Aplicamos, então, minerais que promoverão a formação de colágeno e restruturação das fibras e elastina. Há uma Reprogramação Genética Ortomolecular de forma a que as células se multipliquem saudáveis no local. A estria é transformada em pele comum pois há uma restauração da estrutura dérmica. Conjugamos a RADIO-FREQUÊNCIA como Terapia funcional para formação de colágeno e restruturação da pele.

Updating…
  • Nenhum produto no carrinho.